Pular para o conteúdo principal

COSMÉTICOS ORGÂNICOS,VEGANOS E NATURAIS : ENTENDA A DIFERENÇA!

Descubra como funcionam os cosméticos naturais (Foto: Think Stock)

Cosméticos orgânicos, veganos e naturais: entenda a diferença!

26.07.2016 - 06h00 - ATUALIZADO ÀS 26.07.2016 11h26 | por LU ANGELO

Livre de química, este tipo de cosmético está conquistando cada vez mais espaço no mercado. Consultamos uma especialista para descobrir o que difere um do outro e qual é a melhor opção!

Não é só na alimentação que os produtos orgânicos e naturais estão fazendo sucesso. Na cosmética, muitas marcas têm lançado itens que não provocam agressão ao meio ambiente, animais e à pele... Até versões sem glúten e veganas existem hoje em dia no setor. Soraia Zonta, fundadora da Bioart, empresa especializadas nestes produtos, explica a diferença entre eles, como agem na pele e seus principais compostos.
Qual a principal diferença de componentes entre os cosméticos naturais e os tradicionais?
Cosméticos convencionais são compostos por ingredientes sintéticos, geralmente provenientes do petróleo e desenvolvidos quimicamente em laboratórios. Já os naturais e orgânicos são feitos com ingredientes de fontes naturais, sustentáveis, renováveis e que trazem benefícios à pele. Além disso, enquanto os tradicionais são testados em animais, já que os ingredientes são tóxicos e podem causar reações alérgicas nas pessoas; os naturais e orgânicos, por conta da matéria-prima pura, não agridem a pele e podem ser testados em pessoas ou in vitro. Para completar, os cosméticos tradicionais geram resíduos tóxicos que poluem não só o meio ambiente, como também podem prejudicar o organismo ao ser absorvido e cair na corrente sanguínea.

O que não pode ter nos cosméticos naturais?
Fragrâncias e corantes sintéticos, bases e conservantes derivados do petróleo (parabeno, metil parabeno etc), EDTA, BHT e produtos de origem animal. Por exemplo, os sabonetes em barra tradicionais contêm sebo animal e a maioria dos cosméticos encontrados à venda possui um ou vários dos ingredientes citados acima, comprovadamente cancerígenos. Fique atenta ao rótulo!

Cosméticos naturais são uma nova opção no mercado (Foto: Divulgação)
1. Xampu de alecrim, lavanda e capim limão, Cris Dios, R$ 79
2. Replumping superativo (leave–in), Davines, R$ 201
3. Lipikar loção, La Roche-Posay, R$ 55
4. Demaquilante área dos olhos, The Body Shop, R$ 62
5. Spray extra volume cabelos finos, Vizcaya, R$ 13,20

Eles possuem uma validade menor?
O produto natural não é necessariamente artesanal ou feito em casa. Seus fabricantes podem recorrer a conservantes naturais para manter a eficácia. Alguns óleos essenciais são conservantes naturais poderosíssimos. Não à toa, uma máscara de cílios natural tem validade de três meses, assim como a tradicional. A validade só é comprometida quando o conservante não é de qualidade.

Exigem um cuidado maior na hora de manusear?
Não, os cosméticos são manuseados e utilizados da mesma maneira que os tradicionais.

Você poderia dar uma receita de alguma máscara natural para se fazer em casa?
Pego a parte boa da aloe vera que eu cultivo em casa, misturo com argila e faço uma máscara poderosa desintoxicante. Aplico no couro cabeludo e no rosto. É importante ressaltar que não pode ser qualquer argila, tem que ser uma orgânica certificada, de fonte sustentável para que você conheça os minerais que estão ali presentes. Assim não corremos o risco contaminação.

Qual o principal componente vilão para a pele? Por quê?
Depende do enfoque. Fragrâncias e corantes sintéticos podem desencadear alergias terríveis, difíceis de serem diagnosticadas e tratadas. Já os derivados do petróleo, como os parabenos, são comprovadamente cancerígenos.

Qual a diferença entre produtos orgânicos, veganos e naturais?
Orgânicos: as matérias-primas usadas não levam agrotóxicos no seu cultivo.
Veganos: não são utilizadas matérias-primas de origem animal como cera de abelha, leite ou banha.
Naturais: não são usados elementos sintéticos, como nos corantes e fragrâncias.


Fonte:http://revistamarieclaire.globo.com/Beleza/noticia/2016/07/cosmeticos-organicos-veganos-e-naturais-entenda-diferenca.html


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ALIMENTAÇÃO PARA PREVENÇÃO E RISCOS NO CÂNCER

DIETA E CÂNCER  Qual o impacto da doença na saúde da população: No Brasil, a incidência de câncer se torna mais evidente à medida que ocorre o envelhecimento da população, resultado do processo de desenvolvimento econômico e social. Atualmente, o câncer é reconhecido como uma doença comum, representando a segunda principal causa de morte no país. Na faixa etária acima de 40 anos de idade é a principal causa de morte, sendo até 30% desses cânceres diretamente relacionados aos hábitos alimentares. FATORES DE RISCO PARA O CANCER  FumoDieta (rica em gorduras e carne vermelha)SedentarismoTrabalho em ambiente carcinogênicoHistória familiar para câncer
A dieta e a alimentação são considerados fatores de risco modificáveis, uma vez que os hábitos alimentares podem ser modificados através da adoção de um estilo de vida mais saudável. Mudanças na dieta que podem diminuir o risco de desenvolver câncer Atualmente, alguns alimentos contribuem para o desenvolvimento do câncer, enquanto outros podem con…

ORIGEM E HISTÓRIA DO VEGETARIANISMO

Definição Vegetarianismo ou vegetarismo é um regime alimentar baseado no consumo de alimentos de origem vegetal. Define-se como a prática de não comer qualquer tipo de animal, com ou sem uso de laticínios eovos[1][2] O vegetarianismo pode ser adotado por diferentes razões. Uma das principais é o respeito à vida dos animais. Tal motivação ética foi codificada em várias crenças religiosas juntamente com os direitos dos animais. Outras motivações estão relacionadas com a saúde, o meio ambiente, a estética e a economia. Existe uma grande variação de dietas vegetarianas em relação aos produtos que são ou não consumidos. A forma mais popular de vegetarianismo é o ovolactovegetarianismo, que exclui todos os tipos de carnes, mas inclui ovosleite e laticínios. Há também o lactovegetarianismo, que exclui todos os tipos de carne e também o ovo. Mas é consumido leite e os seus derivados. Outra forma de dieta vegetariana é o vegetarianismo estrito: neste, são excluídos todos os produtos de origem…

VEGANISMO OU MOVIMENTO VEGANO,AS RAZÓES ETÍCAS DO RESPEITO AOS DIREITOS DOS ANIMAIS E MEIO AMBIENTE

Veganismo é um movimento a respeito dos direitos animais e ambientais. Por razões éticas, os veganos são contra a exploração dos animais e do meio ambiente por meio da agropecuária. O boicote à atividades e produtos que são contra direitos dos animais e ambiente é uma das principais ações praticadas por quem adere ao movimento. Em 1997, três por cento dos Estados Unidos anunciaram não ter usado nenhum produto de origem animal nos últimos dois anos. Em 2007, dois por cento do Reino Unido se declararam como veganos. [1] O número de restaurantes veganos está crescendo, de acordo com o Oxford Companion to American Food and Drink (2007).[2] Tem sido mostrado que pessoas em dietas que incluem comidas de origem animal tem mais probabilidades de terem doenças degenerativas, principalmente doenças cardiovasculares.[3] A Associação Dietética Americana (The American Dietetic Association) e os Nutricionistas do Canadá (Dietitians of Canada) consideram a dieta vegana apropriada para todos os estági…