Pular para o conteúdo principal

TEMPEROS E SEUS BENEFÍCIOS À SAÚDE

Temperos e seus benefícios à saúde

Diversos temperos proporcionam benefícios à saúde do corpo todo

É sempre bom ter variados tipos de temperos na sua despensa, afinal, ninguém quer viver uma vida sem sabor. Porém, algumas vezes sabor em excesso, além de atrapalhar o gosto real dos alimentos, pode significar malefícios à saúde, como ocorre quando se ingere alta quantidade de sal (se quiser saber dicas para reduzir o sal em sua rotina clique aqui). E é por isso que juntamos alguns temperos muito usados nas cozinhas brasileiras e que proporcionm diversos benefícios para a sua saúde. Vamos a eles:

Coentro

Muito usado para temperar peixes, o coentro contém os flavonoides linalol, pineno e terpeno, que auxiliam na digestão e têm propriedades bactericidas e fungicidas. A semente do coentro é rica nas vitaminas C, vitaminas do complexo B e cálcio.
Contém antioxidantes, caso você não saiba ou lembre, antioxidantes são moléculas que restringem a oxidação de outras moléculas no corpo e isso traz vários benefícios em diversas partes do corpo, ajudando na prevenção de riscos ao coração, ou na prevenção de doenças neurológicas, como Parkinson e Alzheimer (para saber mais sobre antioxidantes, clique aqui).
Pesquisas demonstram que as folhas de coentro têm propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias, que melhoram a saúde da pele e ajudam no combate a doenças, como a conjuntivite. O coentro é uma boa fonte de fibra, por isso causa um alívio para quem tem problemas gastrointestinais.
Ele também é uma fonte de colesterol bom (HDL) e, por ter em sua composição ácido linoleico, ácido ascórbico, ácido esteárico e ácido palmítico, diminui o colesterol ruim (LDL).

Orégano

O orégano não é apenas o tempero mais conhecido por sua contribuição inestimável à pizza - ele proporciona diversos benefícios à saúde. É, por exemplo, repleto de antioxidantes que, como já falamos aqui, faz maravilhas para o nosso corpo, ajudando a proteger as células contra os efeitos dos radicais livres.
Ele também é anti-inflamatório e antibacteriano, auxiliando no combate da bactéria Helicobacter pylori - responsável pela úlcera gástrica e duodenal - e equilibrando a flora intestinal, ajudando na absorção de importantes substâncias para o organismo.
Em forma de chá, possui ação expectorante e antifúngica, sendo usado no tratamento de pé-de-atleta e candidíase.

Canela

A canela proporciona inúmeros benefícios. O mais importante é o auxílio para os pré-diabéticos e aqueles que sofrem de diabetes tipo 2, pois reduz a concentração de glicose e aumenta a sensibilidade à insulina, aumentando a capacidade do corpo de afastar diabetes. Também é muito usada para aqueles que procuram emagrecer, pois sacia a fome, prolonga a sensação de satisfação e aumenta o metabolismo do corpo.
Como o orégano, possuí antioxidantes, é anti-inflamatório e antifúngico, sendo usado em diferentes receitas caseiras como visto aqui e aqui.
É importante salientar, no entanto, que a ingestão de canela é contra indicada para gestantes em qualquer fase da gravidez, lactação ou alimentação de bebês.

Cebolinha

Rica em flavonoides, é anti-inflamatória e considerada um dos antibióticos naturais mais potentes, tendo sido usada pelos romanos como um dos remédios mais populares para tratar dor de garganta. Contém as vitaminas A, C e E, rica emmagnésio, ferro e cálcio, além de regular a pressão arterial e diminuir o estresse.
Aquelas folhinhas em formato de tubo contêm propriedades bactericidas, ajudam a controlar a pressão arterial e contêm as vitaminas A e C.
Seu consumo diário recomendado é de pelo menos três hastes todos os dias. É indicado para aqueles procurando ganhar peso, pois é estimulante do apetite.

Curry

Curry é a mistura de diversos temperos juntos e cada mistura pode resultar sabores diferentes. Entretanto, um denominador comum dessas misturas é o açafrão-da-terra, que é um grande anti-inflamatório. A curcumina, um poderoso agente anti-inflamatório, é 50 vezes mais potente que a vitamina C. A cúrcuma, outro tempero presente no curry, diminui o inchaço das articulações, em especial para aqueles que sofrem de artrite ou de inflamações em tais locais. O uso regular da cúrcuma pode ajudar a reduzir os riscos da doença de Alzheimer e da demência. Isso acontece devido ao poder que a cúrcuma tem de identificar as chamadas placas amiloides que, em excesso, interferem nas sinapses cerebrais.
Curry é rico em antioxidantes que podem melhorar a aparência da pele e prevenir os efeitos negativos da exposição a longo prazo a poluentes ou fumaça. Outros ingredientes presentes no curry, como pimenta e cúrcuma, aumentam a imunidade do corpo porque são ricos em vitamina A, C e B6, que auxiliam as células a combater infecções. Sua ingestão regular auxilia no emagrecimento, pois possui uma variedade de aminoácidos e proteínas que ajudam a queimar células de gordura.

Alecrim

Possui antioxidante e componentes anti-inflamatórios que podem melhorar o sistema imunológico e a circulação do sangue. Ajuda a proteger o sistema neurológico. Também possui ácido carnósico, um ingrediente capaz de combater o dano de radicais livres no cérebro. De acordo com um estudo publicado pelo Cell Journal, o ácido carnósico pode ser útil na proteção contra neurodegeneração no hipocampo. De acordo com cientistas de Sanford-Burnham Medical Research Institute, nos EUA, o ácido carnósico também pode promover uma saúde ocular melhor.
E para aqueles que são inimigos dos mosquitos, o alecrim também é uma das plantas que funcionam como repelente natural. Para saber mais clique aqui.

Noz moscada

Utilizada a séculos pela cultura oriental, tem uma substância chamada miristicina, que age na função cerebral, estimulando a memória, mas também inibindo a ação da enzima que provoca a doença de Alzheimer. Além de adicionar sabor à sua comida, noz moscada também possui minerais, como potássio, cálcio, ferro e manganês, que ajudam a manter o sistema imunológico forte. Tem componentes anti-inflamatórios que, segundo pesquisas, ajudam a inibir o crescimento de tumores e que reduzem a chance do aparecimento de certos tipos de câncer. Se você tem insônia, coloque meia colher de chá de noz moscada no seu leite quente e tome-o morno antes de dormir. Essa receita antiga é conhecida por trazer uma boa noite de sono.
Mas lembre-se: noz moscada em altas doses pode ser perigosa, causando náusea, diarreia, alucinações e, em alguns casos, até mesmo a morte. Portanto, utilize apenas pequenas doses na hora de cozinhar

Pimenta caiena

Contém capsaicina, que estimula o metabolismo do corpo, ajudando a queimar mais calorias. É um conhecido estimulante circulatório e auxilia na desintoxicação. Auxilia no controle da pressão arterial e reduz os níveis de triglicérides. Como já falamos aqui, é uma das maneiras para melhorar a circulação sanguínea.
Ajuda a dissolver a fibrina - substância que promove a formação de coágulos - e, quando adicionada às refeições, combate dores de estômago, cãibras e gases. Se você tem dores de garganta constantes, também é um bom remédio caseiro para tratá-las. Para saber mais, clique aqui.

Alho

Como já falamos anteriormente aqui, o alho é um dos seis alimentos que colaboram para uma vida mais longa e saudável, pois tem um componente chamado alicina, que previne a aterosclerose e a obstrução coronária, o que reduz o colesterol e coágulos no sangue. Possui propriedades antibacterianas que tratam infecções, regulam o açúcar no sangue e previnem o câncer.
Ajuda na prevenção de gripes e resfriados devido às suas propriedades antivirais e antibacterianas. Contém piridoxina, ou vitamina B6, que auxilia na prevenção de doenças cardíacas, mantém a saúde do sistema nervoso e ainda tem a vantagem de deixar a pele saudável.

Folha de louro

Folhas de louro possuem colesterol zero. São ricas em compostos que ajudam na saúde do coração, reduzindo as chances de doenças cardíacas coronárias e mantendo o coração ativo. São ricas em ácidos graxos insaturados mono e ajudam a melhorar o colesterol HDL (o bom!) e reduz o colesterol LDL (o ruim!). São recomendadas para mulheres grávidas, pois ajudam na síntese de DNA. E ajudam a regular o ciclo menstrual. Recomendadas durante gripes e febres, pois ajudam a aliviar o congestionamento. A melhor forma de ingerir o louro é na forma de chá, mas se você quiser deixar uma refeição pesada, como a feijoada, mais leve para o seu estômago, coloque um pouco de louro durante sua preparação.

Manjericão

Contém flavonoides que, além de diversas outras vantagens ao corpo, como já falamos aqui, ajudam a reduzir a ação da oxidação do colesterol na corrente sanguínea, reduzem o colesterol ruim, controlam a glicemia e, devido à ação anti-inflamatória, aliviam dor de artrite.
Possui antioxidantes, propriedades antiestresse e é anti-bacteriano; ajuda a reduzir o cortisol, hormônio do estresse. Além de ser uma fonte de vitamina C, ajuda a diminuir o muco na bronquite e previne tosses e dores de garganta.
Fonte: Care2
http://www.ecycle.com.br/component/content/article/62-alimentos/3467

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ALIMENTAÇÃO PARA PREVENÇÃO E RISCOS NO CÂNCER

DIETA E CÂNCER  Qual o impacto da doença na saúde da população: No Brasil, a incidência de câncer se torna mais evidente à medida que ocorre o envelhecimento da população, resultado do processo de desenvolvimento econômico e social. Atualmente, o câncer é reconhecido como uma doença comum, representando a segunda principal causa de morte no país. Na faixa etária acima de 40 anos de idade é a principal causa de morte, sendo até 30% desses cânceres diretamente relacionados aos hábitos alimentares. FATORES DE RISCO PARA O CANCER  FumoDieta (rica em gorduras e carne vermelha)SedentarismoTrabalho em ambiente carcinogênicoHistória familiar para câncer
A dieta e a alimentação são considerados fatores de risco modificáveis, uma vez que os hábitos alimentares podem ser modificados através da adoção de um estilo de vida mais saudável. Mudanças na dieta que podem diminuir o risco de desenvolver câncer Atualmente, alguns alimentos contribuem para o desenvolvimento do câncer, enquanto outros podem con…

ORIGEM E HISTÓRIA DO VEGETARIANISMO

Definição Vegetarianismo ou vegetarismo é um regime alimentar baseado no consumo de alimentos de origem vegetal. Define-se como a prática de não comer qualquer tipo de animal, com ou sem uso de laticínios eovos[1][2] O vegetarianismo pode ser adotado por diferentes razões. Uma das principais é o respeito à vida dos animais. Tal motivação ética foi codificada em várias crenças religiosas juntamente com os direitos dos animais. Outras motivações estão relacionadas com a saúde, o meio ambiente, a estética e a economia. Existe uma grande variação de dietas vegetarianas em relação aos produtos que são ou não consumidos. A forma mais popular de vegetarianismo é o ovolactovegetarianismo, que exclui todos os tipos de carnes, mas inclui ovosleite e laticínios. Há também o lactovegetarianismo, que exclui todos os tipos de carne e também o ovo. Mas é consumido leite e os seus derivados. Outra forma de dieta vegetariana é o vegetarianismo estrito: neste, são excluídos todos os produtos de origem…

VEGANISMO OU MOVIMENTO VEGANO,AS RAZÓES ETÍCAS DO RESPEITO AOS DIREITOS DOS ANIMAIS E MEIO AMBIENTE

Veganismo é um movimento a respeito dos direitos animais e ambientais. Por razões éticas, os veganos são contra a exploração dos animais e do meio ambiente por meio da agropecuária. O boicote à atividades e produtos que são contra direitos dos animais e ambiente é uma das principais ações praticadas por quem adere ao movimento. Em 1997, três por cento dos Estados Unidos anunciaram não ter usado nenhum produto de origem animal nos últimos dois anos. Em 2007, dois por cento do Reino Unido se declararam como veganos. [1] O número de restaurantes veganos está crescendo, de acordo com o Oxford Companion to American Food and Drink (2007).[2] Tem sido mostrado que pessoas em dietas que incluem comidas de origem animal tem mais probabilidades de terem doenças degenerativas, principalmente doenças cardiovasculares.[3] A Associação Dietética Americana (The American Dietetic Association) e os Nutricionistas do Canadá (Dietitians of Canada) consideram a dieta vegana apropriada para todos os estági…