PESQUISA REVELA OS 40 ALIMENTOS COM MAIOR PODER ANTI-INFLAMATÓRIO

Resultado de imagem para Pesquisa revela os 40 alimentos com maior poder anti-inflamatório

Pesquisa revela os 40 alimentos com maior poder anti-inflamatório

Pesquisadora da UFSM preparou para o Globo Repórter uma refeição com os dez alimentos mais anti-inflamatórios da lista.

No Sul, a pesquisa científica avança. Os especialistas comprovam, que uma vida simples, uma alimentação correta, uma dieta natural facilitam estimulam o nosso sistema de defesa, a nossa imunidade.
Da horta sai o reforço para a briga interna e constante entre as bactérias do bem e as bactérias do mal. A natureza também alimenta as nossas defesas. Quanta diferença faz no nosso corpo um simples tomate e um raminho de salsa.



“Eu gosto sempre de dizer que a nossa saúde passa muito mais por uma feira, principalmente com alimentos orgânicos se der, do que por uma farmácia”, diz a bióloga e geneticista Ivana da Cruz - UFSM.
A bióloga estuda há dez anos o poder anti-inflamatório dos alimentos. Ela revelou para o Globo Repórter uma pesquisa exclusiva. Ela explica por que a inflamação nem sempre significa doença. É também uma forma de reação de vida.
“A inflamação é uma defesa. É como se a gente tivesse ido à guerra para limpar. Só que a inflamação quando é muito aguda ela vai ter que ter também uma reação anti-inflamatória. É aí que as frutas ajudam”, afirma.
No laboratório da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, a equipe da doutora Ivana testou as frutas, verduras, legumes e temperos que estão no dia a dia dos brasileiros.
Os pesquisadores queriam avaliar a capacidade dos alimentos de combater as inflamações. O exemplo do abacate: os pesquisadores cortam a polpa e depois misturam o extrato da fruta na célula do sangue dos voluntários. É assim que eles podem medir o efeito anti-inflamatório do alimento.
A revelação surge nas placas com líquido azul em vários tons. “Esta placa é o resultado final de todo o nosso trabalho. Quanto mais clara for a coloração, menos inflamação a gente tem aqui”, explica a bióloga Fernanda Barbisan, do Laboratório de Biogenômica - UFSM.
A pesquisadora Ivana preparou para a equipe do Globo Repórter um cardápio anti-inflamatório. E vem tudo direto da horta.
“Os alimentos quando têm essas moléculas químicas eles conseguem entrar lá no nosso DNA e fazer, por exemplo, que determinados genes anti-inflamatórios produzam mais moléculas anti-inflamatórias. É assim que ele vai nos ajudar. Então, é por isso que a gente fala que o alimento conversa com o nosso DNA, com a nossa genética”, explica Ivana da Cruz.
A seguir, com exclusividade, a lista dos 40 campeões da pesquisa, selecionados - um a um - pelo poder anti-inflamatório:
Frutas
- Uva
- Abacate
- Limão
- Maçã
- Abacaxi
- Coco
- Manga
- Caju
- Açaí
- Guaraná

Temperos
- Alho
- Gengibre
- Pimenta vermelha
- Alecrim
- Açafrão-da-terra
- Sálvia
- Orégano
- Cravo
- Canela
- Louro

Verduras e legumes
- Brócolis
- Pimentão vermelho
- Cebola
- Tomate
- Abóbora
- Beterraba
- Espinafre
- Rúcula
- Batata doce roxa
- Manjericão

Cereais
- Lentilha
- Ervilha
- Feijão
- Aveia
- Cevada
- Centeio
- Cereais de milho
- Amendoim
- Arroz - o preto, o vermelho e o integral
- Soja

O almoço anti-inflamatório tem os dez mais da lista das frutas, dos temperos, dos legumes e verduras e dos cereais:
1 - Brócolis
2 - Gengibre
3 - Alho
4 - Limão
5 - Uva
6 - Pimenta vermelha
7 - Açafrão-da-terra
8 - Abacaxi
9 - Abacate
10 - Lentilha


Fonte:http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2017/06/pesquisa-revela-os-40-alimentos-com-maior-poder-anti-inflamatorio.html

GLOBO REPORTER 23 06 17 Pesquisa revela os 40 alimentos com maior poder anti inflamatório



Saiba como preparar arroz preto com brócolis (Grep) (Foto: Reprodução Globo Repórter)

 Foto: reprodução Globo Repórter

Aprenda as receitas do almoço anti-inflamatório

No cardápio, salada de rúcula com abacate, creme de lentilha, arroz integral com brócolis e moqueca de frango.




Almoço anti-inflamatório
- Salada de rúcula com abacate
- Creme de lentilha
- Arroz integral com brócolis
- Moqueca de frango
Porcionamento (de acordo com as medidas estabelecidas de consumo diário para um adulto):
Arroz integral  - 4 col. sopa (uma porção) - 140g
Lentilha -  2 col. sopa  (uma porção) - 48g
Frango grelhado - 1 unidade (uma porção) - 100g
Abacate - ¾ col. sopa (uma porção) - 24g
Rúcula - 15 folhas (uma porção) - 83g
Informação nutricional
Valor energético e macronutrientes
Valor energético: 644 kcal
Carboidratos: 43g
Proteínas: 45g
Lípideos: 32g (saturadas: 12,5g; monoinsaturadas: 13g; polinsaturadas: 2,2g)
Fibras: 10,5g
Vitaminas e sais minerais
Ca: 225,4 mg
Mg: 130,4 mg
Mn: 0,947 mg
P: 556,0 mg
Fe: 3,08mg
Na: 96,7 mg
K: 1034,8 mg
Zn: 3,06mg
Vitamina A: 80,9 mg
Vitamina C: 90,5 mg
Principais substâncias com ação anti-inflamatória
Epicatequina: 0,0912 mg
Epigallocatequina gallato: 0,036 mg
Catequina: 0,024 mg
Ácido ferrúlico: 0,222 mg
Ácido p-cumárico: 0,247 mg
Ácido cafeico: 0,39 mg
Ácido vanílico: 0,183 mg
Luteolina: 0,1238 mg
Kampferol: 0,17 mg
Quercitina: 0,1731 mg
Isoharmentina: 0,135 mg

Nutricionista: Grazielle Castagna Weiss - CRN-2 12607D
Farmacêutica tecnóloga em alimentos: Audrei Alves - CRF 9276
Laboratório Biogenômica - UFSM
RECEITAS
Salada de rúcula com abacate
1 maço de rúcula
1 unidade de abacate
Pimenta a gosto e azeite de oliva para temperar. Se gostar, pode utilizar para temperar também limão!
Informação nutricional (2 pegadores + 2 colheres sopa)
Valor energético e macronutrientes
Valor energético: 129 kcal
Carboidratos: 3g
Proteínas: 1,8g
Lípideos: 12g (principalmente gorduras mono e poli-insaturadas)
Vitaminas e sais minerais
Vitamina A, C, magnésio, fósforo, potássio, ferro e zinco
Principais substâncias com ação anti-inflamatória
Rúcula: quercitina e isoharmetina
Abacate: catequina, epicatequina e epigalocatequina galato.
Creme de lentilhas
300 g de lentilha
1-2 litros de água
Alho sem descascar
Um ramo de manjerona
Um ramo de alecrim
Um ramo de salvia
Um ramo de salsa
Cebolinha picada
Ovo duro picado
Pimentas a gosto
Modo de fazer
Na panela que o creme será feito frite uma colher de bacon picadinho, caso não haja restrição médica para o uso moderado deste alimento. Este processo é apenas para saborizar o creme. Retire o bacon e coloque as lentilhas e logo após o alho e os temperos. Coloque em fogo moderado até as lentilhas estarem bem cozidas. Depois, retire os talos dos temperos e o alho com a casca, e bata no liquidificador ou com um mixer. Quando servir enfeite com pimenta dedo-de-moça. Se não houver restrição, agregue os pedacinhos de bacon, junto com o ovo duro e a cebolinha. Sal e pimentas use a gosto.

Informação nutricional (2 colheres sopa)
Valor energético e macronutrientes
Valor energético: 74 kcal
Carboidratos: 5g
Proteínas: 4,5g
Lípideos: 4g (principalmente gorduras monoinsaturadas)
Vitaminas e sais minerais
Vitamina A, C, B12, D, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro e zinco
Principais substâncias com ação anti-inflamatória
Lentilha: Catequina, ácido ferrúlico, ácido cumárico, genisteina e daidezina
Manjerona: Timol e carcacrol
Sálvia e alecrim: ácido rosmarinico, luteolina, kampferol, quercitina e isoharmentina
Pimentas: Capsaicina e piperina
Moqueca de frango
Ingredientes
1 kg de filé de peito de frango
1 colher de manteiga (pode usar margarina ou azeite de oliva)
3 cebolas cortadas em rodela médias
1 pimentão vermelho cortado em rodelas médias
Tempero verde picadinho
Farinha de aveia
1 copo de água
4 colheres de sopa de leite de coco
4 colheres de sopa de leite
Açafrão da terra
Noz moscada
Pimenta a gosto
Modo de fazer
Unte a panela onde a moqueca será preparada com uma colher de manteiga (use uma toalha de papel ou pincel). A panela deve estar fria.
Dourando o frango
Coloque no fogo alto e assim que aquecer disponha os pedaços de frango (2-3) para dourá-los. Se o frango começar a “grudar” no fundo da panela, solte ele colocando uma colher de sobremesa de água. Não use mais “óleo” para desgrudar. Coloque um pouco de sal depois que o frango estiver selado. Se quiser restringir mais o sal, não use este tempero, somente após que o prato estiver pronto. Disponha o frango em um prato que possa depois ir ao forno baixo onde deve permanecer até que o prato fique totalmente pronto.
Fazendo o molho da moqueca
Na panela em que o frango foi dourado salte o pimentão e a seguir as cebolas. Assim que ficarem tenros retire e disponha encima do frango. Cuidado para não passar do ponto e deixar estes vegetais amolecidos. Retire eles e disponha-os em cima do frango.
Na panela onde o frango e os vegetais foram preparados coloque o copo de água na panela mexendo bem para que fazer o molho. Agregue as 4 colheres de sopa rasa de leite de coco, de leite, 1-2 colherinhas de açafrão da terra e mexendo sempre polvilhe a farinha de aveia (2-3 colheres de sopa) para engrossar o molho. Não se esqueça de agregar as pimentas e uma pitada de noz moscada ralada. Sugestão: pimenta preta e malagueta. Nesta etapa você pode usar a mais ou a menos estes ingredientes conforme o seu gosto. Deixe para dispor este molho sobre o frango e os vegetais somente na hora que o prato for para “a mesa”. Logo depois de dispor o molho coloque o temperinho verde para finalizar o prato. Se você quiser, antes de colocar o tempero verde polvilhe todo o prato com 2-3 gramas de sal. Você vai diminuir muito a quantidade de sal e na hora de comer você vai sentir com mais intensidade este tempero.
Informação nutricional (1 unidade + 2 colheres servir)
Valor energético e macronutrientes
Valor energético: 339 kcal
Carboidratos: 19g
Proteínas: 37g
Lípideos: 12,7g

Vitaminas e sais minerais

Vitamina A, B12, D, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro e zinco
Principais substâncias com ação anti-inflamatória
Aveia: ácido vanílico, ácido cumárico e ácido cafeico
Tomate: quercitina, ácido ferrúlico e luteolina
Cebola: quercitina, rutina, catequina e ácido ferrúlico
Pimentão: quercitina, luteolina, capsaicina, ácido cumárico e ácido cafeico
Arroz preto (pode ser integral ou vermelho) com brócolis
Ingredientes
300 g de arroz
1 colher de óleo
100 g de brócolis bem picadinho
Modo de fazer
Unte a panela que será feito o arroz com a colher de óleo e aqueça a panela. Salte o brócolis cuidando para não deixá-lo muito amolecido. Reserve o brócolis e agregue o arroz. Coloque água e cozinhe o arroz de acordo com o tempo de cada tipo de arroz. Quando o arroz estiver pronto, disponha o brócolis picado em cima do mesmo. Se você quiser, junto com o brócolis frite pedacinhos de cebola também.
Informação nutricional (4 colheres sopa)
Valor energético e macronutrientes
Valor energético: 101 kcal
Carboidratos: 16g
Proteínas: 2g
Lípideos: 3,2g
Vitaminas e sais minerais
Vitamina A, C, B12, B9, D, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, ferro e zinco

Principais substâncias com ação anti-inflamatória

Arroz integral: ácido vanílico, ácido cafeico, ácido ferrúlico e ácido cumárico
Brócolis: quercitina, luteol, luteína, kampferol

Fonte:http://g1.globo.com/globo-reporter/noticia/2017/06/aprenda-receitas-do-almoco-anti-inflamatorio.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

IMPERDÍVEL - ADQUIRA O BELO LIVRO "CIRURGIA VERDE-CONQUISTE A SAÚDE PLENA PELA ALIMENTAÇÃO À BASE DE PLANTAS" DO DR.ALBERTO P. GONZALEZ

VEGETARIANISMO - HISTÓRIAS COM OSHO

QUAIS SÃO OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA DIETA VEGETARIANA E COMO LIDAR COM ELES ?